Você conhece os custos invisíveis da sua empresa?

Você conhece os custos invisíveis da sua empresa?

Nas empresas, é bastante comum a preocupação com o mapeamento e a mensuração de custos, sobretudo em momentos de crise e instabilidade econômica.

E para contribuir com o processo de geração desse tipo de informação, a contabilidade provê diversos processos, os quais, muitas vezes, são automatizados por meio dos sistemas integrados de gestão empresarial, os chamados ERPs.

Boa parte dos tipos de custos é identificada e mensurada dessa forma, porém, muitas vezes, as técnicas tradicionais usadas para mensuração são utilizadas para a identificação dos conhecidos custos ocultos (hidden costs) ou custos invisíveis.

No post de hoje, vamos explicar o que são esses custos invisíveis e quais os exemplos mais comuns. Confira!

O que são custos invisíveis?

Os custos invisíveis são aqueles que resultam da falta de transparência nos sistemas tradicionais de custos. Na prática, eles estariam ocultados entre aqueles normalmente mensurados sob a denominação genérica de custos gerais ou indiretos de fabricação.

Assim, são considerados como ocultos aqueles que não são capturados pelo processo de contabilização, mas são importantes para o processo de produção. Em resumo, eles surgem em função da falta de precisão e de detalhamento no processo de apuração de custos.

Como exemplos de categorias de custos invisíveis, podemos citar os com acidentes de trabalho; da rotatividade de pessoal; associados à manutenção de estoques, entre outros.

Confira, a seguir, os exemplos mais comuns de custos invisíveis para identificá-los em sua empresa.

Exemplos de custos invisíveis nas empresas

1. Funcionários e rotatividade

Os salários, as férias pessoais e licenças, os seguros de saúde e os custos de treinamento influenciam no orçamento.

A incapacidade de investir adequadamente em seus funcionários, proporcionando um salário adequado, um ambiente funcional e benefícios competitivos podem gerar muitas despesas no longo prazo. Isso porque, em média, custa cerca de um quinto do salário para substituir um colaborador quando ele resolve sair da empresa. Em algumas indústrias, essa conta é ainda maior.

Por isso, o mais recomendado é você oferecer um bom clima de trabalho para os seus funcionários - porque é mais rentável manter seus talentos do que recrutar novos. Essas vantagens não precisam ser caras: benefícios como horários flexíveis, trabalho no regime home office e códigos de vestimenta mais casuais podem fazer muito para aumentar a sua taxa de retenção de talentos.

2. Equipamento, manutenção e atualizações

As ferramentas para a sua empresa criar um produto ou executar um serviço devem ser conhecidas por você, mas os custos com equipamentos menores podem ser esquecidos nessa mistura. Lembre-se de incluir equipamentos de escritório básicos nos seus cálculos, itens como computadores, copiadora, papel, scanner, mesas e cadeiras.

Não corra para comprar o modelo mais recente de smartphone para a equipe se não for preciso. Um celular que mantém o sinal e a carga vale mais do que o último modelo que não oferece melhorias significativas.

No entanto, você deve planejar a atualização ou substituição de equipamentos de computador em uma frequência regular. Um notebook possui uma expectativa de vida funcional de cinco anos, e a obsolescência planejada, um limite intencional para a utilidade de um produto, reduz esse alcance para menos da metade.

3. Encolhimento de estoque

O encolhimento se refere a uma perda de estoque em algum momento entre a sua compra do fornecedor e a compra pelo seu cliente. Ninguém planeja perder o estoque, mas as causas do encolhimento podem incluir envios mais curtos de um fornecedor, pequenos erros que levam os clientes a receberem mais do que encomendaram, bens danificados ou roubo, por exemplo.

Um sistema de gerenciamento de inventário que usa códigos de barras e scanners pode reduzir o risco de encolhimento e permitir que você mantenha dados em tempo real de tudo, desde materiais necessários para a produção até pequenos produtos de consumo, como parafusos individuais. 

Quanto mais preciso for o seu controle, mesmo dos pequenos gastos e investimentos, maiores serão suas chances de otimizar a sua verba e de reduzir seus custos invisíveis.

4. Tempo

Seu tempo é um recurso valioso, e não pode ser desperdiçado. Você está gastando muito tempo e energia em tarefas comerciais que poderiam ser cultivadas ou delegadas a outro funcionário? Está se negligenciando?

O custo pode ser muito alto se você estiver administrando mal o seu tempo no trabalho e perdendo oportunidades e projetos importantes, aumentando seus custos invisíveis e reduzindo suas oportunidades de sucesso.

Você conseguiu identificar os custos invisíveis da sua empresa? Como eles têm afetado o seu negócio? Compartilhe suas dúvidas e experiências nos comentários e até a próxima!

Tem dúvidas sobre contabilidade?

Veja Também:

Como Chegar

Clique para acessar o mapa

205 Sul, Av. LO 05, Lote 30-A
Palmas/Tocantins
77015-260
atendimento@primecont.net
63 3216-1284

Ver no Mapa