logo primecont

Empreendedorismo em 2020: Chegou a hora de abrir seu negócio

Empreendedorismo em 2020: Chegou a hora de abrir seu negócio

As novas tendências de empreendedorismo para os próximos anos são boas para quem deseja abrir um negócio promissor. Viradas de ano tendem a abrir novas lacunas no mercado, sacudindo um pouco a poeira do ano anterior e fazendo surgir novas ideias, tendências e oportunidades.

Então, para você, que estava mantendo suas ideias de negócio para um momento mais oportuno, temos uma boa notícia: o clima para o próximo ano é recheado de otimismo, gerado também pela expectativa de retomada da economia.

Para todo negócio, claro, pode haver incertezas no horizonte, porém com o planejamento adequado e certo, você poderá aproveitar muito bem o impulso do empreendedorismo em 2020, para assim abrir um negócio de sucesso.

O que esperar do empreendedorismo em 2020?

Para você, que pretende trilhar o caminho do empreendedorismo e abrir novos negócios em 2020, é melhor estar preparado para os próximos capítulos da economia brasileira.

Como sabemos, nos anos de 2015 e 2016, existiu a marca de uma recessão histórica, com 3,5% de queda por dois anos consecutivos, segundo o relatório de Crescimento da Economia Brasileira 2018-1023 do BNDES.

No ano de 2017, a economia brasileira conseguiu interromper essa retração, levando o PIB do Brasil em 1% e recolocando o país dentro dos trilhos do crescimento, mantendo quase o mesmo nível no ano de 2018 (1,1%).

Agora, a promessa da retomada econômica ficou para o ano de 2020, com uma previsão de 2,32% de crescimento, de acordo com o Boletim MacroFiscal da SPE, publicado em novembro de 2019 pela Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia.

A recuperação é clara: o surgimento de juros mais baixos, queda da inflação diminuição continuada do risco país, retorno da confiança do empresário e expansão do crédito .

Com o avanço de algumas medidas fiscais e aprovação de novas reformas, o despertar de novos caminhos é promissor, diante da ideia de aumento da produtividade e crescimento sustentável nos próximos anos.

Mas para isso, temos que manter os pés no chão: a retomada da economia será lenta e acontecerá gradualmente, não podemos esperar grandes “saltos” nos indicadores de forma imediata, o que pede prudência por parte dos investidores e empreendedores.

É preciso também considerar todos os efeitos do cenário internacional, que reflete economicamente e politicamente no país. No momento, diversos empreendedores podem encarar 2020 como uma oportunidade para embarcar em uma próxima escalada do crescimento, aproveitando todo o impulso, proporcionado por um cenário favorável.

Quais expectativas para os negócios em 2020?

Com um panorama econômico claro, é necessário olhar para o ambiente de negócios desejado antes de tirar as primeiras conclusões sobre o empreendedorismo em 2020.

Por exemplo, no relatório do BNDES, o ambiente de negócios brasileiro é considerado um “estorvo” estrutural, isso se dá por conta da extrema burocracia que dificulta a vida do empreendedor e reduz o grau de abertura.

O relatório Doing Business do World Bank Group, é uma das maiores referências para classificar toda essa burocracia, onde são classificados esses países de acordo com a regulamentação do ambiente de negócios.

Toda essa pontuação é atribuída de acordo com dez critérios pré determinados, que são:

  • Dar início a uma empresa;
  • Conseguir alvarás de construção e liberação;
  • Realizar a ligação de energia elétrica;
  • Registrar propriedades;
  • Acessar crédito;
  • Proteger investidores;
  • Pagar todos os impostos;
  • Fazer negócios em outros países;
  • Fiscalizar os contratos de serviço;
  • Resolver todas as inadimplências.

Na revista publicada em 2020, o Brasil teve uma queda registrada para a 124º posição no ranking geral, dentre 190 países — em 2019, ficou na 109ª posição. E apesar do resultado parecer desconfortante, a nota do país só melhorou: de 58,6 obtido em uma análise anterior para 59,1 na análise desta edição.

A facilidade para abrir novas empresas, cresceu 1 ponto percentual, enquanto a procura por resolução de inadimplências de empresas progrediu 1,9 ponto.

Segundo dados apresentados no estudo, 39% dos brasileiros estão à frente do seu próprio negócio, com destaque nos ramos de vestuário, serviços em geral e alimentício.

Ou seja: por mais que o sistema tenha uma enorme burocracia, que representa um entrave para o empreendedorismo em 2020 no país, o sonho de novos negócios está no DNA do brasileiro — e os resultados são significativos.

As principais tendências de empreendedorismo em 2020

Se as perspectivas te deixam empolgado, você precisa conhecer e estar por dentro das tendências que podem estimular os novos negócios para o próximo ano. E elas são:

  • Os jovens empreendedores

No Brasil, a ideia de empreender jovem, chega cada vez mais cedo: de acordo com uma pesquisa inédita do Sebrae, em 2019, 1 em cada 3 empresários já pensavam em abrir seu próprios negócios antes de completar 18 anos.

Considerando apenas o grupo de empreendedores até 24 anos de idade, 80% já tinham planos para conquistar sua independência financeira adquirindo ou abrindo uma empresa antes da maioridade. Estudos também apontam que a maioria dos jovens brasileiros tende a se preparar melhor para a jornada empreendedorismo: um terço busca cursos de captações em negócios antes de começarem seus planos.

E qual a principal motivação? Dados apontam que a realização pessoal aparece como a principal motivação para a abertura do primeiro negócio, mostrando que a grande juventude busca um propósito no empreendedorismo.

  • MEIs no mercado

O número de MEIs (Microempreendedores Individuais) legalizadas no Brasil saltou de 6,5 milhões para 9,2 milhões, entre os anos de 2016 e 2019, segundo dados estatísticos do Portal do Empreendedor.

Esse crescimento é explicado, em grande parte, pelo aumento do desemprego no Brasil, uma vez que uma opção simples e acessível para empreender por necessidade é o MEI. Vendo de outro lado, milhões de profissionais que eram informais conseguiram seu CNPJ, enquanto outros escolhem o MEI como porta de entrada para o ter seu próprio negócio.

Realizada pelo Sebrae, a pesquisa Perfil do MEI, mostra que 48% dos MEIs já estão em prática e fecham negócios com empresas e 71% afirmam que a formalização do empreendimento ajudou a vender mais.

Em 2019, 51% dos MEIs deixaram um emprego com carteira assinada para empreender — o que revela novas oportunidades nesse meio.

  • Ânimo das MPMEs

Para 2020, o empreendedorismo também pode contar com o fôlego das micro, pequenas e médias empresas para decolar.

De acordo com o estudo Sondagem Conjuntural, feito em novembro de 2019, pelo Sebrae, os pequenos empreendedores estão otimistas: 58% pretendem investir no negócios nos próximos 12 meses e 59% acreditam na melhora do cenário econômico.

Como organizar um planejamento para empreender em 2020?

Agora que você já está por dentro de todo o cenário do empreendedorismo em 2020, está na hora de focar em um plano de negócios especial para você.

Afinal, nada melhor que estar preparado para a retomada da economia e poder também explorar todas as oportunidades que surgirem no próximo ano.

Aqui estão, três passos para começar 2020 por dentro do seu negócio.

  • Pesquise seu público e mercado-alvo

Você já teve uma análise ampla da economia e todas as suas perspectivas para 2020, mas ter apenas essa visão geral não é suficiente, pois a realidade pode ser bem diferente de acordo com a área escolhida para seu negócio.

Para isso, é importante que você tenha pesquisado a fundo o seu público e mercado-alvo, buscando também referências sobre o desempenho econômico nesse segmento, nos últimos anos, como foi comportamento durante a crise e que projeções tem para o futuro.

Para ter algumas ideias, você pode conferir os negócios mais lucrativos para 2020 e verificar onde vale a pena investir.

Também é válido pesquisar sobre as ações e performance da concorrência, com todo planejamento elaborado e sem esquecer de traçar o perfil do seu público-alvo e seus maiores hábitos de consumo.

  • Enxergue as melhores oportunidades

O empreendedorismo surge de uma ideia inovadora, que busca ser transformada em produto ou serviço economicamente viável — e que realmente atenda e resolva o problema do cliente.

Para ter alguma ideia, você deve pesquisar e estar atento às oportunidades que ainda não foram exploradas nas brechas do mercado. Não precisa ser uma invenção futurista ou 100% original: basta suprir as necessidades do consumidor de forma diferente.

Para buscar inspiração, dê uma olhada nos negócios que estão em alta no momento para já pensar e começar 2020 empreendendo.

  • Monte o seu plano de negócio!

Para converter a sua ideia em um negócio possível e produtivo, você precisa ter um plano de negócios desenvolvido, que possa contemplar todos os passos da nova jornada do empreendedorismo em 2020.

O que achou das nossas dicas? Curta, compartilhe e deixe sua sugestão ou comentário. E não se esqueça de assinar a nossa newsletter, seu feedback é muito importante para nós. Até a próxima!

Tem dúvidas sobre contabilidade?

logo primecont

63 3028-3477

205 Sul, Av. LO 05, Lote 30-A, Palmas - Tocantins