Prime Contabilidade

Como melhorar o seu fluxo de caixa com 5 dicas imperdíveis

Como melhorar o seu fluxo de caixa com 5 dicas imperdíveis

O Fluxo de caixa é a organização de entradas e saídas de capital, com o objetivo é frear a saída de capital e acelerar a sua entrada. É notório que toda empresa precisa ter uma gestão financeira eficiente para se desenvolver, se isso não ocorre, o caixa não terá dinheiro para quitar suas obrigações com fornecedores, com folha salarial, em investimentos, e o negócio vigente pode ir até a falência.

Sabemos que uma empresa que deseja ser arrojada e destacada no mercado precisa ter um fluxo de caixa muito bem organizado para que consiga se desenvolver. Sabemos também que todas as empresas lidam com desafios diários, e algumas pendências financeiras precisam ser solucionadas com maior urgência do que outras, podendo dessa forma, comprometer o fluxo de caixa e acarretar gargalos financeiros por alguns motivos.

Fatores que podem acarretar gargalos financeiros

a) Não possuir um prazo inicial para pagamento após lançada a despesa pelo setor contábil

b) Perda de Prazo vigente por parte de duplicadas e boletos

c) Abertura de prazo de recebimento muito alta - Cliente demora além do prazo estipulado para pagar

d) Aquisições de valor elevado em certo período - Falta de planejamento de compras no orçamento

Destacados os motivos acima, o fluxo de caixa pode ser comprometido por várias outras razões, afinal de contas, a maioria das ações dentro uma empresa influenciam indiretamente as finanças empresariais.

5 dicas imbatíveis que otimizarão o fluxo de caixa da sua empresa

1. Estoque em excesso é capital parado

A política de estoques "Just in Time" trabalha com um giro de compras maior e quantidades menores. Dessa forma, praticar a estratégia faz com que o fluxo de caixa tenha mais folga, e ele possa trabalhar de forma planejada. E se for uma empresa que precisa trabalhar com índices altos de estoques, por exemplo? Uma sugestão: fazer uma análise de todos os insumos, matérias-primas e bens intermediários que são utilizados, classificar pelo prazo que o fornecedor pode oferecer, e o seu prazo de pagamento. Classificar os insumos em categorias por importância, prazo de pagamento, e pela demora de recebimento beneficia o fluxo de caixa consideravelmente. A rotatividade de estoques ajuda não somente no fluxo de caixa, como também auxilia o planejamento estratégico e os custos empresariais.

2. Projete o seu fluxo de caixa para até 90 dias

Projetar o seu fluxo de caixa com prazo médio de pagamento e prazo médio de recebimento é o passo inicial para a saúde financeira de uma empresa. De acordo com especialistas, projetar para 90 dias o seu fluxo requer paciência e uma dose pesada de planejamento dependendo do ramo que a sua empresa atua. A projeção para 90 dias auxilia rigidamente na gestão financeira da empresa, evitando problemas futuros. Com essa premissa de projeção, podemos ter alguns pontos pertinentes como:

a) Todos os clientes pagam em dia?

b) Qual o prazo que proporcionarei para o meu cliente?

c) O prazo de venda se encontrará com o prazo de compra?

Portanto, de acordo com essas "incógnitas" do cotidiano, projetar as suas entradas e saídas em 90 dias é, sem dúvidas, essencial para um controle rígido e sem futuras dores de cabeça.

3. Reavalie o seu prazo com clientes e fornecedores

Quando falamos de entrada e saída de capital no ramo corporativo, estamos tratando de algo delicado e comprometedor no longo prazo. Clientes e fornecedores se baseiam na relação em que o seu negócio possui com eles, portanto, uma relação amigável é imprescindível nesse momento. O mundo dos negócios não gira somente em torno de trocas de bens e serviços, mas sim de um bom relacionamento entre pessoas e suas necessidades. Dessa forma, dialogar com os clientes e verificar qual a melhor data que ele poderá lhe pagar, e negociar um aumento no prazo com o seu fornecedor irá ajudar no planejamento e na projeção do fluxo de caixa.

4. Todo dia é dia de verificar o caixa

Depois de projetado o caixa, realizada uma boa conversa com clientes e fornecedores e otimizada a política de estoque da empresa, é necessário verificar o caixa diariamente para que todo esse trabalho não vá por água abaixo. Verificar o caixa da empresa requer que a pessoa seja meticulosa e detalhista, e que verifique toda entrada e saída, avaliando o comportamento no curto prazo. Como foi mencionado, projetar o caixa ajuda a evitar possíveis surpresas, e com a verificação diária, as chances de algo comprometedor acontecer pode cair a zero.

5. Adquira um software automatizado e procure ajuda de um especialista

Existe uma grande variedade de softwares automatizados para controle de fluxo de caixa no mercado, porém, devemos tomar cuidado nessa escolha. Procurar um especialista no assunto que possa te dar as primeiras orientações é um excelente passo para não perder tempo, e dinheiro. A aquisição de software recomendado por um especialista é a experiência perfeita para aumentar o fluxo financeiro de sua empresa, pois agregará conhecimento e futuramente poderá aplicá-lo junto ao software. Portanto, procure um especialista/consultor e terá uma gestão financeira eficaz e sem surpresas.

Para você quais os maiores desafios do fluxo de caixa? Compartilhe com a gente nos comentários!

Tem dúvidas sobre contabilidade?

Prime Contabilidade

63 3028-3477

205 Sul, Av. LO 05, Lote 30-A, Palmas - Tocantins